Cálculo de iluminação LED por metro quadrado: aprenda aqui!

Cálculo de iluminação LED por metro quadrado: aprenda aqui!

Para aqueles que pretendem fazer um projeto luminotécnico, o cálculo de iluminação LED por metro quadrado é mais que necessário, não só para garantir a boa iluminação do recinto como também garantir a segurança do ambiente.

fita de led na cozinha sob armário suspenso

Afinal, ambientes bem iluminados permitem uma maior visibilidade dos caminhos a serem seguidos, reduzindo o risco de quedas, lesões e até mesmo de roubos. Pensando nisso, a Henrilustres trouxe, neste post, uma explicação simples, mas funcional para te auxiliar a fazer o cálculo de iluminação sem grandes dores de cabeça e sem fórmulas mirabolantes.

Você verá que é mais simples do que parece e o difícil mesmo é escolher, dentre a diversidade de luminárias do mercado, a melhor para o seu ambiente seguindo a quantidade de lúmens necessária. Então, pegue papel e caneta e mãos à obra!

Afinal, o que é lúmens e lux

Há uma grande confusão geral no que diz respeito à diferença entre lumens e lux. Para que você consiga fazer o cálculo de iluminação com precisão e contundência, é importante que você tenha esses conceitos bem claros em sua mente.

A começar pelo conceito de lúmens, que diz respeito à mensuração do fluxo luminoso de um dado componente de iluminação, que pode ser percebido a olho humano. Nesse sentido, a especificação da quantidade de lúmens de uma determinada lâmpada pode ser facilmente encontrada na embalagem do produto, seguida das letras “lm”.

Para saber exatamente quantas lâmpadas utilizar em um projeto luminotécnico, é crucial ter a ciência de quantos lúmens o artigo comporta. Sabemos, por exemplo, que algumas lâmpadas halógenas possuem capacidade de 1600 lúmens, enquanto algumas de LED chegam a comportar 2.600 lúmens. Como essa capacidade pode variar de produto para produto, é imprescindível ver as especificações do fabricante.

Já o lux, expresso pela sigla “LX”, também conhecido como iluminância, consiste no lúmens sobre uma superfície, podendo ser expresso pela seguinte fórmula:

LUX= lúmens

Em termos bem práticos e simples, lúmens é o que se produz de luz, enquanto lux é o que nos chega dessa luz, posto ser a luz em função da distância.

Com as normas de iluminação podem nos ajudar em nossos projetos

A quantificação da iluminância vai depender das normas regulamentadas pela ABNT, que nos mostra as especificações técnicas de iluminação de cada ambiente. Pela ABNT você confere regulamentações desde a iluminação industrial até a iluminação esportiva.

Tais normas são essenciais para garantir a segurança de quem transita por esses ambientes, possibilitando a iluminância mínima e auxiliando nos cálculos de iluminação.

Pensando em espaços residenciais, temos a ABNT NBR 5413 que nos apresenta o lux básico necessário nos cômodos desses ambientes. Ao seguir tais medidas você garante a boa luminosidade dos recintos e a segurança visual para o trânsito livre. Confira:

Como fazer o cálculo de iluminação led por metro quadrado

Considerando que a norma sempre explicitará o lux, ou seja, a luz que chega até o plano de trabalho, é preciso fazer o cálculo de iluminação LED por metro quadrado para encontrar a quantidade de lúmens que o componente luminotécnico precisa ter para iluminar completamente os ambientes.

Nesse sentido, o cálculo luminotécnico consiste em multiplicar o número de lux pela quantidade de m² do cômodo desejado. Vamos para um exemplo prático: se considerarmos uma cozinha de 20m² que necessita de cerca de 150 lux para uma boa iluminação, chegaríamos a seguinte fórmula:

150 lux 20 m² = 3.000 lúmens

Pensando nisso, é preciso ainda considerar quais lâmpadas serão utilizadas e quantos pontos de luz você colocará no ambiente. Suponhamos que no caso em questão, serão colocados dois pontos de iluminação.

Sendo assim, duas lâmpadas de LED precisariam gerar 1.500 lumens cada uma, cerca de 15 W por lâmpada. Quanto mais pontos de luz, mais lúmens serão distribuídos igualitariamente sobre os artigos luminotécnicos.

Fatores determinantes na hora da compra de uma lâmpada

Como podemos notar, a quantia de lâmpadas que colocaremos em um ambiente vai depender dos lúmens necessários para a sua iluminação. No entanto, além da quantidade de lâmpadas, outro fator a se atentar na hora de um projeto luminotécnico é o tipo de lâmpada e luminária para cada ambiente, aqui no blog Henrilustres, você encontra várias sugestões de iluminação para diversos ambientes, de banheiros a cozinhas.

fita de led amarela quente

Outro fator a se levar em conta é a temperatura da cor de sua lâmpada. Sabemos que as temperaturas podem ser categorizadas em luz fria e luz quente e cada uma delas possui uma função, seja a de trazer concentração ou conforto ao ambiente.

Por fim, busque dar prioridade a lâmpadas de LED, uma vez que elas são mais econômicas do que as lâmpadas fluorescentes, além de serem mais facilmente recicláveis e não prejudicarem o meio ambiente.

Prontinho. Agora você já sabe como calcular a iluminação LED por m² de forma simples e efetiva. Então, só falta escolher a luminária ideal para cada ambiente que você almeja decorar a partir das publicações aqui do blog.

Até mais!

Deixe um Comentário