Fitas de LED: especificidades e como usar

Fitas de LED: especificidades e como usar

Com a inovação dos projetos luminotécnicos, as fitas de LED mostraram que não são apenas uma tendência passageira. Conferindo maior versatilidade nas propostas de iluminação, as queridinhas dos projetos de decor oportunizam estéticas incríveis.

Fácil de manipular, fácil de combinar, fácil de iluminar, as fitas de LED ficam ótimas em banheiros, salas de estar, armários de cozinha e estantes. Para conhecer um pouco mais sobre as fitinhas mais descoladas e potentes da arte da iluminação, fique com a gente!

O que você precisa saber antes de comprar uma fita de LED

Para saber qual fita de LED ilumina mais, é preciso levar em consideração a potência da fita e a quantidade de LEDs presentes dentro de 1 metro. Sendo assim, é preciso averiguar com atenção na embalagem quantos lumens por metros a fita é capaz de produzir. Quanto mais potencial de lumens, mais luz.

Outra informação importante que você deve saber antes de efetuar uma compra de uma fita de LED é o IP, ou seja, o índice de proteção contra sólidos e líquidos. O primeiro número do IP diz respeito ao quanto a fita é capaz de proteger contra sólidos, já o segundo, a sua capacidade de proteger contra líquidos.

Por exemplo, se uma fita tem índice de IP 20, o 2 significa que ela tem capacidade de proteção contra objetos sólidos maior que 12mm, e 0 indica que a fita não tem proteção nenhuma contra a água. Já as fitas com IP superior a 65 são totalmente protegidas contra poeiras, jatos e submersão na água por longos períodos sob pressão.

Tipos de fita de LED e suas especificidades

Agora que você já sabe o que deve considerar antes da compra de uma fita de LED, passemos pelos tipos de fita e suas características.

Fita de LED direta

Este tipo de fita é muito comum e muito lembra uma mangueira dada a sua maleabilidade. Tem por característica ser de alta tensão, portanto, vai direto na tomada. Devido a exposição, é importante tomar cuidado para que não entre em contato direto com a fita e leve um choque.

A desvantagem é que as fitas de 110 volts só podem ser cortadas a cada 5m, e as de 220 volts a cada 1m. Logo, se você visa iluminar ambientes e objetos de pequenas dimensões, esta não é uma boa recomendação. Este tipo de fita ganha pontos no baixo custo, posto que são umas das fitas mais baratas do mercado.

O grande carro chefe desta categoria é o LED neon, que agora está super na moda na iluminação de hall de entrada e áreas externas. É importante salientar que as fitas em neon não servem de iluminação primária, mas são usadas para decoração de ambientes dada a variedade de cores em que são encontradas.

Fitas de LED de baixa tensão

As fitas de LED de baixa tensão precisam de um transformador ou driver para transmutar a energia de alta em baixa tensão. São interessantes para detalhes em marcenarias e decoração de painéis, estantes, prateleiras e sancas de gesso.

sala de estar com sofá claro à direita com led embutido no teto

O legal dessas fitas é que elas podem ser cortadas em pedacinhos e a maior dificuldade do consumidor é esconder a fonte. Dentro dessa categoria, podemos destacar algumas subdivisões que vão desde fitas com baixa capacidade de iluminação até fitas de alta amperagem.

Seguem as dicas:

Fita de LED de baixa luminosidade

Podem ser usadas em sancas de gesso e como iluminação secundária em ambientes, geralmente são encontradas nas seguintes especificações: 4.8 a 6 Watts e média de 400 a 600 lumens por metro.

Fita de LED mediana

Já as fitas de LED que classificamos como medianas entregam uma ótima iluminação e custo-benefício. Apresentando em geral 12 volts e 750 lumens por metro. São grandes possibilidades de substituição das lâmpadas bulbos, que apresentam 6 watts e 700 lumens.

Fita de LED de iluminação forte

sala de tv branca com fita de led no teto

Engana-se quem acha que as fitas LEDs tem baixa duração e iluminação. Hoje já encontramos no mercado fitas de LED de 1150 lumens e 24 volts, ótimas substitutas das lâmpadas tubulares (1,20 e 1600 lumens) em projetos como rasgo de gesso/luz.

Na verdade, o que muita gente não sabe é que as lâmpadas tubulares estão deixando de ser produzidas com gás para serem fabricadas com fita LED, dada a alta potência de algumas fitas.

Não à toa, para grandes propostas arquitetônicas de iluminação, já encontramos fitas LED de 19 watts e 2.600 lumens, sendo grandes propostas para backlight, aquela iluminação feita atrás de telas LCD.

Dicas para apostar nas fitas de LED em projetos luminotécnicos

As grandes vantagens de se utilizar uma fita de LED em projetos de iluminação é que este material não esquenta e não emite raios UV, então, pode apostar nas fitas de LED, que não vão danificar o material de seus móveis, tampouco a sua saúde.

Mas a questão agora é onde usar as fitas de LED. Bem, esses tipos de iluminação são bem versáteis e podem ser utilizados em variados ambientes e objetos, seja em áreas externas ou internas. Vejamos alguns deles:

Armário da cozinha:

balcão de cozinha em madeira com fita de led sob o armário

Fitas de LED caem muito bem logo abaixo dos armários de cozinha que pairam sobre alguma superfície plana, seja uma pia ou uma bancada, uma vez que servirão de iluminação para os objetos que ali estão expostos, além de darem maior destaque para o revestimento da parede.

Nichos de banheiro

Sabe aqueles famosos nichos de banheiro que utilizamos dentro do box para colocar shampoos, cremes e objetos de banho? Então, são fortes candidatos a serem iluminados por fitas de LED, pois a mesma traz um toque mais especial e confortável ao ambiente.

banheiro com espelho redondo com led atrás

O importante é se atentar a possibilidades para esconder a fita para não deixá-la aparente e quebrar a estética do ambiente. Por isso, o mais recomendado seria fazer uma covinha na alvenaria para esconder a fonte de alimentação.

E lembre-se, a fita de LED utilizada em banheiros deve possuir capacidade de IP tamanha a comportar a resistência a líquidos, uma vez que o nicho estará sujeito a receber respingos de água.

Sala de estar

As fitas de LED também podem propiciar um charme a mais quando acopladas em painéis de TV na sala de estar, visto que não só criam um ambiente mais confortável como também mais moderno. No entanto, em salas de estar, onde o clima tende a ser mais sóbrio, é sempre melhor optar por fitas de LED com baixo lumens, se a sua intenção é criar uma iluminação secundária.

Estante de livros

Uma forma de inovar no ambiente e deixá-lo mais arrojado é fixar a fita de LED em objetos estáticos. Sendo assim, o uso de fitas de LED RGB em estante de livros pode deixar o ambiente ainda mais divertido, posto a fita que oportuniza a mudança de cor da luz através de um controle remoto. Assim, você não enjoa da iluminação do ambiente e cria um ar mais descontraído.

Agora sim você já pode fazer a aquisição da fita de LED que melhor atende às especificidades de seu ambiente. Lembre-se sempre de conferir as especificações técnicas da embalagem, viu?

E para não perder nenhum conteúdo sobre iluminação, acompanhe as postagens semanais da Henrilustres. Aqui, te convidamos a agregar mais conforto, bem estar e luz para a sua casa.

Até a próxima.

Deixe um Comentário