Energia sustentável: a energia que é amiga do meio ambiente!

Energia sustentável: a energia que é amiga do meio ambiente!

Você sabe o que é energia sustentável? Em linhas gerais, é a energia que pode ser arranjada sem prejudicar o meio ambiente e, consequentemente, a população futura. Quando falamos em sustentabilidade energética, os exemplos são a solar, a hídrica e a eólica.

Com as revoluções tecnológicas, muitas empresas que se preocupam com o bem-estar do planeta buscam alternativas para consumir e prejudicar o mínimo possível da natureza. Uma boa maneira de contribuir é usufruindo desses tipos de energia.

Para entender um pouco mais sobre isso, além de tomar conhecimento sobre as características de cada uma, assim como sua importância, a Henrilustres preparou este post completo para contar tudo. Acompanhe o post!

Sustentabilidade: conheça a fonte elétrica amiga do planeta

lâmpada com desenho de árvore dentro dela

Quando falamos em utilização de recursos renováveis ou não renováveis é comum pensarmos no meio ambiente, certo? É fato que a preferência por usufruir dos renováveis é uma maneira de manter a saúde da Terra.

A energia sustentável é uma maneira saudável de manter o funcionamento de máquinas e outros itens necessários à vivência humana. Assim, ela não prejudica os sistemas terrestres e nem aqueles que vivem nele.

Entretanto, para utilizá-la, alguns maquinários tecnológicos são necessários. Por isso, ainda há certa demora por parte de empresários, civis, entre outras pessoas para mudar os equipamentos de suas indústrias, comércios e residências, além de espaços públicos que dependem dos governantes.

Mas não deixa de ser relevante frisar que essas energias sustentáveis são importantes e trazem muitas vantagens para a população e o mundo como um todo.

Por que a sustentabilidade é importante? Conheça os benefícios!

Com o consumo cada vez mais exacerbado dos recursos naturais não renováveis do planeta, a necessidade por práticas que trouxessem benefícios para o meio ambiente só aumentou. Dessa necessidade, surgiu a sustentabilidade.

A sustentabilidade, nada mais é, do que um meio para se alcançar alternativas para suprir a demanda de necessidades humanas sem prejudicar as gerações futuras, diminuindo a poluição ambiental, assim como o desmatamento.

Dessa forma, aliar a energia à sustentabilidade é uma conveniência extremamente benéfica para a população e para o nosso mundo, diminuindo os impactos provenientes do consumo excessivo de bens naturais.

Por isso, utilizar formas de se conseguir energia sustentável por meio de práticas saudáveis é essencial e muito importante para o agora e para o futuro. Assim, as vegetações são preservadas, bem como a vida dos outros seres.

Tipos de energia sustentável: conheça as características

É importante deixar exposto o fato de que não existe apenas uma maneira de aplicar sustentabilidade na obtenção de energia. Existem três principais tipos, cada um traz prós e contras em cada situação, entretanto ainda são melhores do que as que consomem recursos não renováveis.

Energia hidrelétrica

Esse tipo consiste em produzir eletricidade por meio de usinas à beira de rios, aproveitando a energia cinética que o fluxo de água das bacias fornece. Assim, as pás existentes nas turbinas são movimentadas rotacionalmente, passando essa energia cinética para os geradores e, por fim, sendo transformada em elétrica.

Esse tipo é um dos mais utilizados no Brasil. A Usina Hidrelétrica de Itaipu é a que mais gera energia renovável em todo o planeta, localizada na fronteira entre Brasil e Paraguai, no estado do Paraná.

Apesar de trazer muitos benefícios consigo, como grande armazenamento de água, fonte barata de eletricidade, não emitindo gases, principalmente dióxido de carbono, ela também pode ter momentos inconstantes. Se não chover muito, a capacidade de produção é diminuída, pois não haverá água o suficiente.

Assim, pode não ser a melhor opção em regiões marcadas por grandes secas ou períodos de instabilidade climática.

Energia solar (fotovoltaica)

telhado de casa com painéis fotovoltaicos

Como o nome remete, a energia solar utiliza a luz do Sol para a obtenção de eletricidade. A captação ocorre por meio de painéis solares e, depois, é convertida. Apesar de ser cara pelos equipamentos, acaba sendo uma das mais limpas.

É importante saber a diferença entre a fotovoltaica e a térmica para não ocorrer dúvidas sobre a função de cada uma. A fotovoltaica capta os raios solares para a criação de eletricidade, já a térmica utiliza os raios e o calor para esquentar líquidos. É muito comum encontrar esta última em residências.

A energia solar é uma das práticas sustentáveis que mais rende, principalmente em regiões com poucos dias de chuva, isso porque ela é altamente renovável, além de não gerar resíduos maliciosos ao meio ambiente.

Além disso, ela é muito econômica, reduzindo os gastos em até 95% na conta de luz. Ainda, não exige tanta manutenção, então não há tantos gastos com equipamentos fora de funcionamento. Sua vida útil é de mais de 20 anos.

Energia eólica

aerogeradores de energia vista de cima

A energia eólica é uma energia sustentável adquirida por meio de aerogeradores, comumente chamados de turbinas eólicas. Esse maquinário capta a energia cinética, transformando-a em mecânica e, depois, em elétrica.

Ela pode ser dividida em três sistemas, tais como: isolados, híbridos, com a presença de painéis fotovoltaicos, e interligados. Pequeno, médio e grande porte respectivamente.

Por ser bem limpa e renovável, o seu uso cresce cada vez mais no mundo, mas, apesar disso, ainda traz algumas desvantagens que estão sendo trabalhadas.

Por exemplo, é imprescindível que estejam em áreas com ventos de alta velocidade, caso contrário, o desempenho econômico desses sistemas diminuirá exponencialmente, causando prejuízos.

Outra desvantagem que esse tipo pode trazer é a poluição visual, visto que os aerogeradores são bem grandes para captar os ventos, por isso são mais comuns em regiões afastadas da cidade, o que não diminui a possibilidade de atrapalhar a vista de moradores dessas zonas.

Ainda, os ruídos que as turbinas produzem também são bem altos. Por isso, é importante que os parques eólicos estejam em lugares mais afastados.

Além desses tipos, ainda têm outros como biomassa, geotérmica, entre outras opções. O que cabe é o governo do país e da região saber qual é a melhor entre elas. Mas, definitivamente, é preciso aumentar os investimentos para diminuir os danos na Terra.

Como o Brasil se encaixa na energia sustentável?

Os exemplos de energias limpas são encontradas em diversos lugares do mundo. Por exemplo, em países como China e EUA, assim como Alemanha, a eólica é presença permanente. Entretanto, estudos realizados confirmam que o Brasil tem um alto potencial para ter esse tipo de energia, principalmente no Sul, Sudeste e Nordeste.

Aqui, é comum encontrar exemplos de energia hidrelétrica. Temos a maior geradora de energia hidrelétrica, a Usina Hidrelétrica de Itaipu. Já em energia solar, China, Japão e EUA lideram o ranking.

Manter essa prática de sustentabilidade é extremamente importante para nosso país, tanto em aspectos econômicos e sociais quanto naturais. Como um dos lugares mais diversificados em fauna e flora, é preciso investir em sistemas pouco prejudiciais.

Mas não perdemos, ainda estamos no ranking de países que mais produzem eletricidade de maneira sustentável, ficando apenas atrás da China e Estados Unidos.

É impossível dizer que a sustentabilidade e a energia não são importantes, não é? Espera-se que, cada vez mais, as sociedades enxerguem as vantagens e tragam nossas evoluções nesse departamento.

Se você gostou do conteúdo e quer saber mais sobre tudo o que envolve energia elétrica, dicas de iluminação e muito mais, não deixe de nos acompanhar!

Deixe um Comentário