Intensidade luminosa: o que é e como funciona

Intensidade luminosa: o que é e como funciona

Saiba o que é intensidade luminosa e como funciona

A intensidade luminosa, também conhecida como Candela, é a quantidade de luz que se emite em algum espaço e direção e a medida dessa luz a cada segundo. É difícil saber quanto de luz é necessário para cada ambiente e, para medir essa frequência, é preciso saber a potência irradiada da fonte luminosa que vai ser medida.

A intensidade luminosa é medida para entender como as lâmpadas vão distribuir a luz. Através de um cálculo, esse resultado é recebido por sensores. Quando as lâmpadas mudam de distância, a sua intensidade também muda. A quantidade de luz se espalha e expande conforme a lâmpada se afasta, com isso a intensidade se perde porque o espaço que ela está reflete apenas a quantidade que chega até ele.

Um exemplo que define melhor o que é uma Candela é a vela. Essa é uma das formas mais antigas de iluminação e a circunferência da vela permite uma expansão de luz mais ampla. 1 vela é o equivalente a 1 candela.

A indústria de iluminação tem recomendações de nível de luz bem estabelecidas para uma ampla gama de aplicações e tipos de espaço. É especialmente útil entender a intensidade da luz para avaliar adequadamente se um espaço tem ou não condições de iluminação adequadas.

Pra entender como medir a luz, vamos passar pelos Lúmen e Watts.

O que são Lúmens?

Essa unidade de medida quantifica a iluminação visível humana. Chamamos de Lúmen qualquer fluxo luminoso de uma determinada fonte de luz. Diferente do Watts, o Lúmen define a saída da luz, ou seja, quanto maior, mais brilho vai ser transmitido. Assim também ao contrário, se for menor a quantidade, menor será a intensidade dessa luz.

A importância dos Watts

Watts é a quantidade de energia que é consumida por hora de uma lâmpada. Ao procurar uma lâmpada, é preciso entender sobre os watts, pois é ele que vai definir a energia que vai ser gasta para conseguir o brilho adequado. Cada lâmpada tem suas variações, podendo ser Fonte de luz, LED, fluorescente, alógena e até incandescente .

Como medir a intensidade da luz?

Os luxímetros são os equipamentos utilizados para fazer a medição da iluminação. Os profissionais de iluminação usam esse medidor de luz para mensurar a quantidade de luz em uma superfície específica. Ele possui um sensor que mede a luz que incide sobre ele e fornece ao usuário uma leitura de iluminação certeira.

Ele está muito presente também na vida de fotógrafos que precisam medir o campo de luz dos flashes e controlar a exposição adequada de luz. Para usar em outros ambientes, ele funciona da mesma forma. Vai retirar as informações daquela luz e depois os números são mostrados na tela.

A intensidade da luz é medida em termos de lumens por pé quadrado (footcandles) ou lumens por metro quadrado (lux), ou seja, cada pé é, em média, 30cm. Para uma sala de estar típica, por exemplo, é recomendada para ter um nível de luz em torno de 30-50 footcandles ou 300-500 lux.

Para fazer a medição com um Luxímetro é recomendado o iluminante padrão. Um luxímetro padrão é essencial para medir a iluminação incandescente, mas para medir a intensidade da luz da iluminação LED, você usaria um medidor de luz LED .

Cada equipamento tem uma instrução de uso diferente, por isso é recomendado ler antes de usar para conseguir adquirir os resultados mais assertivos conforme a recomendação. As recomendações são baseadas em anos de testes visuais para determinar quanta luz o olho humano precisa para ver adequadamente as diferentes tarefas com vários níveis de detalhe.

Recomendado de intensidade de luz para cada cômodo (em footcandles)

  • Sala de estar: 10-20;
  • Cozinha: 30-40;
  • Sala de jantar: 30-40;
  • Quarto: 10-20;
  • Corredor: 5-10;
  • Banheiro: 70-80.

Essas são as recomendações básicas de alguns ambientes internos. Se quiser ampliar essa quantidade, vai depender do tamanho do local e das medidas. Por isso, antes de incluir as luzes, faça o teste e escolha a iluminação correta para cada espaço.

Como a intensidade de luz afeta o dia-a-dia?

Desde a nossa própria casa até o ambiente de trabalho ou estudos, uma boa iluminação é imprescindível para um bom rendimento e, claro, para dar destaque ao local. Quando estudamos ou trabalhamos em um ambiente com pouca iluminação, precisamos forçar nossa visão para tentar enxergar.

Isso também acontece em hospitais e outros ambientes comuns do dia-a-dia. Se a iluminação do local estiver muito baixa, pode causar desconforto e principalmente não transmitir confiabilidade do espaço. É muito importante saber como clarear ambientes escuros.

Um outro fato que mostra como estamos cercados de luz o tempo todo, são os smartphones que emitem uma quantidade significativa de luz que pode até comprometer um pouco os olhos se não for usado da maneira correta.

Para conseguir ter uma iluminação excelente que abrange todo o ambiente e ao mesmo tempo uma que fique menos intensa durante a noite, recomendamos você adequar seu ambiente com diferentes tipos de lâmpadas. Assim, você consegue controlar melhor a intensidade de cada uma para cada momento.

Gostou do conteúdo de hoje? Agora você já sabe a importância da intensidade luminosa e como ela é medida. Não deixe de acompanhar o blog da Henrilustres para mais dicas de iluminação e decoração! Até a próxima!

Deixe um Comentário