O que é bivolt e autovolt? Entendendo as tensões!

O que é bivolt e autovolt? Entendendo as tensões!

A instalação das redes elétricas no Brasil aconteceu em épocas, ritmos e até por concessionárias diferentes, você sabia? Isso criou uma diferença entre as tensões distribuídas em diferentes cidades, então saber identificar o que é bivolt na hora de comprar um produto, especialmente na internet, pode fazer muita diferença, já que, errando a tensão do produto, ou ele acaba não funcionando, ou pode ser danificado. 

Lâmpada de Led bivolt branca pendurada no teto

Mais do que outros aparelhos de casa que ainda podem levar algum tipo de adaptador na tomada, ao escolher uma lâmpada, ela precisa ser compatível com a tensão do ambiente.

Preparamos um guia sobre tensões, potências e tipos de compatibilidade para você acertar na hora de comprar seus artigos luminotécnicos.

Diferença entre volt e watt (tensão x potência)

Não é raro ver alguém confundindo Watts e Volts. Mas afinal, qual é a diferença entre essas duas grandezas? Conheça cada uma delas:

Watts

De forma breve, os Watts indicam a potência de um aparelho, e, por consequência, seu volume médio de consumo. A maioria dos aparelhos eletrônicos utilizam esse padrão: os aparelhos de som, por exemplo, têm sua capacidade medida em watts, é o mesmo caso das lâmpadas: uma Lâmpada média de casa feita em LED costuma consumir entre 6 e 12 Watts, oferecendo o mesmo nível de iluminação (contado em lúmens) do que uma lâmpada incandescente, que foi aposentada a alguns anos atrás, que consumiria em torno de dez vezes mais para oferecer a mesma quantidade de iluminação.

Lâmpada branca dentro de uma gaiola de proteção

Assim podemos ver como diminuir a potência consumida não implica necessariamente em diminuir a qualidade do produto, mas sim seu gasto.

Volts

Já os volts têm relação com a tensão de energia que os lugares recebem. No Norte do país, a maioria das cidades recebe energia de 220v, já no Sudeste, 110v. Ora, mas qual a diferença entre elas?

Lâmpada espiral em um teto com o fundo escuro

O motivo pelo qual cada tipo de tensão foi selecionada nos projetos regionais pode ter muito a ver com a escala, custo e a segurança: a forma como a energia é transformada ao chegar em cada casa ajuda a determinar a banda de volts:

  • As tomadas e soquetes de 110v costumam ser mais seguras contra qualquer tipo de acidente, mas, por possuírem uma banda maior, requerem mais equipamentos e têm mais chances de causar sobrecargas.
  • Já as 220v são menos seguras, seu choque pode ser atordoante, mas, no geral, possuem menos  chances de sobrecargas e também têm um custo relativamente menor de manutenção.

Entenda melhor a diferença entre as duas voltagens:

Diferença entre 110v e 127v

Você já deve ter visto se referirem a essas duas tensões e ficado impressionado como são próximas, não? 110v é uma tensão baixa, que pode oscilar de 90 até 110, enquanto o 127v, que tem sido implementado nos eletrônicos atuais, e opera numa faixa média entre 116 e 133v, enquanto a faixa 220v opera entre 201 e 231v, havendo também outras tensões maiores para aparelhos específicos.

Lâmpada autovolt dentro de um abajur pendurado

Um aparelho de 127v rodando na rede de 110v teria poucos problemas, e vice-versa, acelerando apenas um pouco do desgaste dos aparelhos por não fazerem parte da tensão especificada em sua produção.

Para a maioria dos casos, os transformadores ajudam a aumentar ou diminuir a tensão do eletrônico ligado, mas seria o caso das lâmpadas?

Bivolt e autovolt

Hoje em dia, a maior parte dos aparelhos tem sido produzida para suportar ambas as tensões. A ativação da mudança desse padrão costuma acontecer junto de uma chave modificadora da tensão, que permite usar o aparelho em diferentes lugares, é fácil encontrar essa chave perto do cabo de energia do produto em questão.

Mas a Bivolt se refere a apenas duas voltagens, na maior parte das vezes: às tradicionais 127 e 220v –  já que produtos pesados, que consomem voltagem acima de 300m, costumam ser usados conectados ao transformador.

Lâmpada dentro de um abajur de teto com vários braços

Mas como ficam as tensões muito mais baixas e intermediárias?

Mais do que o que é bivolt, vale a pena conhecer o que é o autovolt. A maioria dos eletrônicos bivolt precisam de alguma troca de tensão pela chave, o que exige saber de prévia a tensão do local. Já o autovolt se ajusta automaticamente à rede e é capaz de modificar suas propriedades para funcionar mais fraco ou mais forte, de acordo com a tensão do local.

No caso das lâmpadas, as duas tecnologias são, mais do que possíveis, muito importantes, pois existe o risco da explosão de uma lâmpada comum ao ser utilizada com o dobro de tensão.

Já é costume que os novos produtos cheguem com tensão bivolt incorporada, e também já há modelos com recurso autovolt incorporado, que opera até nas faixas mais baixas.

Como saber se minha casa é 127 ou 220v?

É possível fazer alguns testes simples: encaixe uma lâmpada de 220v em um soquete de luminária, de preferência, e tente ligar pelas tomadas: se a luz ficar fraca demais, o ambiente é 110v; se ficar bem iluminada, é mais provável que sua casa ou estabelecimento estejam na faixa de 220v.

Lâmpada redonda de led com o fundo branco

Atenção: nunca toque nas partes metálicas, nem do soquete nem das tomadas.

Em relação a saber a voltagem de uma lâmpada, os dados costumam estar bem acessíveis nas embalagens, dizendo sua voltagem, nível de temperatura, de radiação de luz e potência.

Agora que você entendeu o que é bivolt e autovolt e como são separadas algumas das grandezas desses itens, certamente irá montar uma bela decoração sem precisar ficar no escuro por ter tido dúvidas de qual comprar.

Aqui em nosso blog você encontra diversos conteúdos originais para aprender cada dia mais sobre a luminotécnica e decoração, e em nossa loja, encontra os mais variados artigos de iluminação, com os mais diversos preços e condições, aproveite!

Deixe um Comentário