3 Tipos de LED para você conhecer e suas aplicações!

O LED (Light Emitting Diode) trata-se de um componente eletrônico que tem como função é a produção de luz artificial. A tecnologia do LED surgiu na década de 1960, inicialmente na cor vermelha e tinha um alto custo para fabricação, contudo, com a evolução dos meios de produção, o LED foi se tornando mais acessível até figurar como um dos componentes mais utilizados para emissão de luz. Atualmente existem diversos tipos de LED, que são disponibilizados em tamanhos, cores e intensidades de luminosidade diferentes.

Quer entender mais sobre esse assunto? Vem com a Henrilustres e confira tudo sobre a iluminação de LED!

Como funciona um componente de LED?

Como o próprio nome já indica, Light Emitting Diode (em inglês) ou lâmpadas com diodo emissor de luz (traduzido para o português), o LED funciona por conta do diodo, que se trata de um componente eletrônico capaz de emitir luz artificial visível. Esse componente realiza o processo de eletroluminescência, que transforma a energia elétrica em energia luminosa.

Para tal, os componentes de LED utilizam semicondutores, que são elementos físico-químicos, como as combinações de arsenieto de gálio e alumínio, o fosfato de gálio e o nitreto de gálio, o índio e o gálio ou, ainda, o fosfato de alumínio.

Além disso, o LED utiliza um tipo de diodo específico chamado de diodo de junção PN, diferente dos outros diodos, já que ele é o único capaz de produzir e emitir a luz. E a lâmpada de LED usa uma tecnologia com dois terminais polarizados, um positivo (ânodo/terminal maior), e um negativo (cátodo/terminal menor).

A vantagem das lâmpadas de LED está justamente no fato que o seu processo de produção de luz, já que a eletroluminescência é superior à incandescência e a fluorescência!

escada iluminada com led de diferentes cores e temperaturas

As lâmpadas incandescentes possuem um filamento de tungstênio em seu interior para que, quando uma corrente elétrica passe por esse elemento, os átomos que o compõem esquentem até gerar luminosidade. Durante o processo de incandescência, a energia elétrica é transformada em calor, por isso esse tipo de luz esquenta.

Já o processo de fluorescência utiliza gás de baixa pressão e mercúrio para estabelecer a corrente elétrica na lâmpada. E é a baixa pressão do gás que conduz a eletricidade e as moléculas de mercúrio, que se chocam com os elétrons provenientes dos eletrodos, o que resulta na excitação e a ionização das moléculas. Quando esse processo termina, os gases retomam seu estado fundamental de energia emitindo os fótons que geram a luz visível aos nossos olhos.

E podemos afirmar que o processo de eletroluminescência é superior a esses dois outros citados, já que as lâmpadas de LED possuem uma vida útil maior, os seus componentes são menos nocivos ao meio ambiente, além de oferecem uma eficácia muito superior na iluminação dos ambientes.

E quais são os tipos de LED existentes atualmente?

Hoje em dia encontramos 3 tipos de LED disponíveis no mercado, que resultam em equipamentos de iluminação diferentes, cada um com sua própria aplicação de uso. Confira:

01. LED comum

O primeiro tipo é o que oferece uma luz mais difusa, que é distribuída em encapsulamentos de plástico, com pontos de luz que oscilam. As lâmpadas de LED comum costumam ter um formato de bulbo e podem oferecer diversas temperaturas, como as brancas azuladas, que são frias, e as de luz amarelada, mais quentes, como as lâmpadas incandescentes.

02. LED de alto brilho

O LED de alto brilho oferece uma luminosidade muito mais intensa e o encapsulamento é transparente. Além disso, a luz desse tipo de LED é focada em uma única direção e ângulo, sendo muito utilizado como sinalizador em projetos eletrônicos em diversas cores diferentes.

Os LEDs de alto brilho são muito usados na fabricação de eletrodomésticos e dispositivos eletrônicos, além de também estarem presentes nas caixas de TV a cabo. Trata-se daquela luz que mostra se os aparelhos estão ligados, desativados ou em stand-by. E também são usados na identificação de notificações e chamadas perdidas em alguns modelos de smartphones.

03. LED RGB (Tricolor)

Por último, o LED RGB é o utilizado na fabricação das lâmpadas de LED de alta tecnologia, que oferecem aquelas luzes coloridas intensas, já que é um LED que usa três cores em sua composição: vermelho (Red), verde (Green) e azul (Blue).

Essas cores podem ser acesas individualmente ou combinadas, resultando em outros outras cores luminosas, que oferecem opções de iluminações diferenciadas para os projetos luminotécnicos.

E quais são os produtos de LED da atualidade?

Com os 3 tipos de LED existentes, as fábricas de produções de LED empregam a tecnologia em diferentes produtos. Confira os mais comuns do mercado:

  • Fitas de LED

Como o próprio nome já diz, são LEDs disponibilizados em formato de fita de vários tamanhos. Dentro dessas fitas transparentes há diversos LEDs minúsculos, que são controlados em conjunto, sendo possível acendê-los em simultâneo, alternados ou piscando. Elas estão disponíveis em várias cores, por isso, são constantemente utilizadas em decorações, principalmente na iluminação de interiores.

Quer saber como usar fita de LED? Clique aqui e confira nosso conteúdo exclusivo!

  • Refletores de LED

Os refletores LED são comumente usados em áreas externas pela intensidade da sua iluminação. São opções ideais para quintais e espaços de lazer externos, assim como são opções de iluminação muito usadas em ambientes profissionais, como fábricas, estabelecimentos de grande porte, estacionamentos de shoppings, estádios, ginásios, quadras esportivas, entre outros, devido a sua alta potência de luminosidade.

  • Luminárias de LED

As luminárias de LED são excelentes opções para estudos e leitura, já que oferecem uma iluminação focada. Além disso, são itens que entregam elegância para os ambientes, encaixados em diversos estilos de decoração.

Os modelos Plafon são opções modernas de luminárias que são encontradas em diferentes formatos e modelos. Algumas podem até ser instaladas no teto ou serem fixadas facilmente em superfícies de concreto.

  • Spots de LED

sala iluminada com spots de led

Os spots de LED são equipamentos modernos que estão ganhando cada vez mais espaço nas decorações, sendo a nova onda entre os profissionais de arquitetura e design de interiores, visto que é possível embuti-los nas sancas de gesso, dando um efeito de iluminação muito interessante e aconchegante para os ambientes.

Os Spots oferecem uma luz direcionada e muita iluminação para os ambientes, podendo ser instalados em forros de gesso ou madeira, sendo muito utilizados em espaços empresariais e residenciais.

  • Lâmpadas de LED

E, por último, as lâmpadas de LED, que oferecem o melhor custo-benefício do mercado, sendo possível instalá-las em qualquer ponto que você precise de iluminação, seja na sua casa, em um lustre, abajur, luminárias de mesa e, claro, no bucal comum do seu ambiente.

Elas são mais duráveis, mais seguras e mais econômicas em comparação aos outros modelos de lâmpadas, já que necessitam de baixa voltagem para funcionarem. Além disso, você consegue encontrá-las em diversos formatos, potências e tamanhos diferentes: bulbo, perinha, balloon, espiral, filamento, vela, dentre outros.

E aí, está por dentro de todos os tipos de LED e os produtos existentes dessa maravilhosa tecnologia de iluminação? Fique ligado no blog da Henrilustres e confira as melhores dicas para projetos de iluminação e decoração com luzes!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário