Tipos de tomadas: conheça 3 exemplos mais comuns!

Já foi em uma viagem e percebeu que o tipo de tomada da sua hospedagem era diferente dos que seus itens eletrônicos tinham? Uma situação bem incômoda – principalmente se já tinha passado do horário comercial e você não tinha um adaptador na bolsa -, mas bastante comum mesmo nos dias de hoje.

A verdade é que com o passar dos anos vamos vendo diversos modelos de tomadas e raramente nos questionamos o motivo disso.

Para entender o porquê dessa incompatibilidade precisamos voltar anos na história mundial, mais especificamente na segunda metade do século XIX. Naquele tempo, com a difusão da energia elétrica pelo mundo, cada lugar começou a produzir suas máquinas e, consequentemente, suas tomadas sem nenhum tipo de padrão!

Com o tempo e o aumento da importação e exportação de itens, essa falta de uma norma acabou se mostrando um problema. Cada país tinha mais do que um modelo e precisariam criar uma regra, mas esse não foi um processo fácil pela quantidade que existia. No Brasil, por exemplo, existiam 12 tipos recorrentes de tomadas, imagina só!

Atenção! Devemos entender que quando falamos de “tipos de tomada” estamos falando da forma do encaixe entre um aparelho e a rede elétrica. Se você quiser saber sobre ligações 110v e 220v, temos um post completo sobre o que é bivolt e todos seus detalhes!

Continue com a gente que vamos te falar das mais usadas ao redor do mundo e sobre as mudanças das tomadas no Brasil!

3 tipos de tomadas mais comuns e suas características

quadro com diversos tipos de tomadas utilizados no mundo

Independente dos inconvenientes que formatos diferentes dessas conexões nos causem, é fato que somos totalmente dependente da eletricidade. As tomadas residenciais nos permitem armazenar e preparar comida, carregar nossos celulares para estarmos sempre conectados ao mundo e ainda oferece entretenimento seja por meio da TV ou dos computadores.

Mesmo com esse esforço de se criar um padrão, até hoje não se tem um modelo universal, no entanto, há uma quantidade bem menor do que antes. Atualmente os tipos de tomada são classificados em A, B, C, D, E, F, G, H, I, J, K, L, M, N e O. Em cada país, um ou dois desses são os padrões para aquele território específico.

Hoje vamos falar sobre 3 desses tipos, os mais utilizados normalmente!

Tomada Tipo B

Composta por dois pinos achatados e um pino redondo chamado “pino terra” – responsável por proteger os aparelhos de uma sobrecarga na rede que poderia queimar os eletrônicos e lâmpadas.

Criado em 1904, ainda é usado em países espalhados por todo o mundo. É o padrão na América do Norte, Central e em alguns lugares da América do Sul. O Japão, a Arábia Saudita, Taiwan e outras localizações na Ásia utilizam também esse tipo de tomada, assim como a Nigéria na África e territórios da Oceania.

Esse modelo comporta plugs do Tipo A já que eles têm os pinos achatados, se diferenciando pela falta do pino terra.

Tomada Tipo C

Seus dois pinos redondos garantem que seja um dos modelos mais versáteis, pois ele consegue conectar em entradas tipo H, J e N. Algumas do tipo L também acoplam os plugs do tipo C.

Amplamente usado na Europa – exceto pelo Reino Unido, Chipre, Irlanda e Malta, é popular na África, Ásia, América e Oceania. Ou seja, esse modelo é usado na maioria dos países, inclusive já foi o mais usado no Brasil!

A vantagem de se ter aparelhos com esse tipo de plug é que numa viagem você dificilmente terá que utilizar adaptadores, diminuindo o risco de acidentes por excesso de conexões numa ligação só e conseguindo utilizar seus eletrônicos sem nenhum estresse.

Além disso, você não precisou trocar a tomada de seu dispositivo tipo C quando o padrão brasileiro mudou, pois ele é compatível com o novo modelo usado e último item dessa lista!

Tomada Tipo N

tomada do tipo N com três conectores redondos

Não tem como não conhecer, esse é o atual tipo de tomada padrão no Brasil. Formado por três pinos redondos, sendo dois deles alinhados e o pino terra centralizado abaixo, é o que começou a ser vigente no território nacional a partir dos anos 2000.

Conheça as principais vantagens do modelo:

  • É uma tomada mais segura, pois seus conectores ficam para dentro das paredes e evitam nosso contato acidental com a corrente elétrica;
  • Esse mesmo fator evita que os pinos fiquem expostos, protegendo principalmente as crianças;
  • Economia nos adaptadores, por aceitar plugs Tipo C, essa tomada não precisa de outros instrumentos para ficar compatível com mais aparelhos;
  • Protege os eletrônicos de uma sobrecarga na rede por ter o pino terra.

A padronagem para as tomadas N faz parte das paredes das casas brasileiras, mas esses conectores também estão presentes em filtros de linha, nas chamadas “Tomadas Piso”, em conjunto de tomada e interruptor e até mesmo no setor industrial – nesse caso principalmente como 220v – e é por isso que é tão importante ter atenção aos fatores de segurança citados.

filtro de linha no chão com diversas tomadas plugadas

Agora que você já sabe mais sobre os tipos de tomadas mais comuns no nosso país e no mundo, comenta pra gente o que achou dessa diferença! Não deixe de conferir, também, nosso conteúdo sobre como economizar energia! Até a próxima!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário